Mar Morto – Jorge Amado

Mar Morto - Jorge AmadoAssim como Zélia Gattai, esse foi meu primeiro livro de Jorge Amado e não teve como não deixar-se apaixonar pela estória de amor épica e trágica dos personagens que ilustram tão bem o cais de Salvador e o recôncavo baiano.

“É doce morrer no mar, nas ondas verdes do mar…”

As canções de Dorival Caymmi embalam todas as marés de calmaria e tempestade que acontecem no decorrer da narrativa, que me lembrou um roteiro cinematográfico, mais pelo ritmo e descrição das cenas do que pelo formato em si. O livro tem uma cadência diferente do que eu esperava, no início me causou estranheza, mas depois me deixei levar pela força da correnteza. Continue reading

Advertisements

O Mundo Codificado – Vilém Flusser

O mundo codificado - Vilém Flusser

Um livro denso com muitas questão sobre o design, suas formas de atuação e comunicação. Na verdade o livro é uma coletânea de textos escritos por Flusser onde o vigor narrativo e sua peculiar maneira de enxergar o mundo das formas nos faz repensar questões filosóficas e culturais do mundo material e imaterial.

“O mundo material é aquilo que guarnece as formas com estofo, é o recheio das formas.”

Para mim a melhor e mais vívida lembrança da faculdade onde ouvi pela primeira vez uma citação dos textos de Flusser sobre o design é uma trecho do capítulo Continue reading

O País das Neves – Yasunari Kawabata

O País das Neves - Yasunari KawabataEu estava com muito vontade de ler Kawabata, apesar da relutância que tinha com alguns de seus livros, mas não pude resistir a esse título “O país das neves”, já me pareceu logo um lugar encantador.

A narrativa inicia literalmente dentro de um trem em movimento e o protagonista é um personagem observador e reflexivo, mas quem alinhava e costura numa constante é a natureza, o ar gélido, suas paisagens e a beleza feminina.

A simplicidade é refinada e repleta de metáforas sensoriais que nos traz uma sensação de nostalgia, deleite visual e erotismo implícito. Esse livro faz com que você caminhe pelos sentimentos, a feminilidade e a sexualidade. Continue reading

Intérprete de males – Jhumpa Lahiri

Intérprete de males - Jhumpa LahiriEu realmente queria ter gostado deste livro de contos. Li com calma, reli algumas estórias e até gostei de uma ou duas, mas a verdade é que não consigo gostar da dinâmica adotada, achei a escrita um pouco confusa e alguns desfechos muito óbvios. Parei na metade, sem ter mais forças e motivos para continuar.

Uma pena realmente.

Risíveis amores – Mila Kundera

Risíveis amores - Milan Kundera

Paixão, entusiasmo e gratidão, são esses os sentimentos tenho por Milan Kundera. Gostaria muito de encontrá-lo pessoalmente e agradecer por todos os momentos perspicazes de inteligência, humor refinado e indagações que se parecem muito com os meus próprios questionamentos.

Este pequeno livro-tesouro é sem dúvida alguma um livro de contos romanescos, bem como explica o posfácio desta edição escrito por François Ricard. Continue reading

A festa da insignificância – Milan Kundera

A festa da insignificância - Milan Kundera

A existência humana é realmente insignificante. Se você ainda não se deu conta disso, perceberá de imediato ao ler este breve livro sobre a comédia humana. Com o modo de vida contemporâneo – repleto de futilidades – nada mais essencial do que cultivar o amor ao inútil, ao insignificante.

Com uma narrativa despretensiosa, Kundera nos leva a momentos de reflexões suaves, retratando com humor irônico temas como o erotismo, narcisismo, esquecimento e a desilusão pela humanidade.

Kundera navega com naturalidade entre Paris de hoje e a União Soviética de Stálin, numa narrativa de ensaio. Continue reading

Meus desacontecimentos – Eliane Brum

Meus desacontecimentos – Eliane BrumA carne exposta pelo dito e pelo não dito. Senti-me assim, vista e contada por alguém que nunca conheci e que tem sua estória com tantos pontos parecidos com a minha. Penso quantas de nós não estão também ali expostas, dilaceradas ao lerem-se no outro.

Gosto de gente assim que lê as pessoas, escarafunchando a si própria numa vida falada, escrita, vivida e silenciosa.

Somos acontecimentos, e especialmente os não acontecidos. Eliane Brum não só me conquistou, como posso dizer que entrou dentro de mim, no buraco de um dos meus túmulos vivos Continue reading

Noturno Indiano – Antonio Tabucchi

Noturno Indiano - Antonio Tabucchi

Ao ler “Noturno Indiano” me deparei com uma sensação que não sentia há tempos. Sabe quando o narrador faz você flutuar por entre as palavras? Sabe quando algo te instiga e parece fora do lugar? Aquela luz que atrai de forma intensa pode muito bem ser um reflexo interior, ou tudo seria um sonho?

Através de uma estória supostamente convencional, mergulhamos na busca interior do narrador – seria essa também nossa busca? – de maneira sublime e muito interessante.

A transmutação do personagem e o Continue reading

Anna Karienina – Liev Tolstói

Anna Karienina - Liev TolstóiTanto tempo se passou desde a última vez que postei aqui. Posso dizer que minha vida se transformou muitíssimo desde o primeiro dia que peguei esse belo livro nas mãos. Foi quase um ano de leituras entrecortadas por mudanças de diferentes aspectos.

Nunca levei tanto tempo para ler um livro. Isso me deixou com a impressão de que estou um pouco enferrujada, mas totalmente renovada pelas transmutações durante esse longo processo. O ano de 2013 e o começo de 2014 foram períodos de “tsunami” para mim – hoje estou mais forte – então acho que não estou tão enferrujada assim.  Continue reading