O morro dos ventos uivantes – Emily Brontë

O morro dos ventos uivantes – Emily BrontëComecei a ler esse romance, tão famoso e conhecido, super empolgada. Mas talvez eu tenha esperado muito de Emily, por ter encontrado no romance de sua irmã mais velha mais afinidade e conexão com os personagens. Tenho receio em admitir, mas a verdade é que me decepcionei com o livro.

Não senti a mesma ligação, nem interesse que tive ao ler Jane Eyre. Os cenários e acontecimentos não conseguiram se formar em minha mente e tive a sensação de estar perdendo tempo. O livro começa com um forasteiro que chega na cidade e tenta socializar com seu senhoril; e por acontecimentos fora do convencional decide perguntar sobre a família em questão.

Continue reading

Advertisements

Jane Eyre – Charlotte Brontë

Jane Eyre - Charlotte BrontëDepois de uma fase muito turbulenta, onde tive que deixar de lado muitas coisas – como a leitura – , terminei Jane Eyre, o belíssimo romance de Charlotte Brontë.

Nesse caos maluco que (esta) estava minha vida, mudei de títulos várias vezes, comecei pela “História abreviada da literatura portátil”, de Enrique Vila-Matas, mas achei a narrativa repleta de subtextos e analogias literárias que demandavam muita atenção e energia, então achei melhor mudar para algo que julguei mais atraente e leve. Optei então por “A paixão segundo G.H.” de Clarice Lispector; doce ilusão, foi uma avalanche de ideias e reflexões profundas. Mesmo gostando da estória, senti uma necessidade muito grande de algo como um porto seguro, Continue reading

Morte em Veneza – Thomas Mann

Morte em Veneza - Thomas MannTriste e belo são os dois adjetivos que me vem a cabeça logo que termino de ler este pequeno grande livro. A forma eloquente e profunda que Thomas Mann escreve é realmente fascinante, impossível não se envolver durante todo o desenrolar da história. Tendo o amor platônico e a paixão arrebatadora pelo beleza como temas centrais, a narrativa nos leva à Veneza do século 20.

Através das reflexões de um solitário escritor – que passa por uma crise criativa e resolve sair em busca de novos ares – podemos admirar sua jornada pelos canais da cidade, seus mistérios, paixões e conflitos pessoais. A atmosfera é ao mesmo tempo insalubre, grotesca e poética. Os dilemas éticos e estéticos aparecem em toda a narrativa, assim como suas ideias Continue reading

O retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde

O retrato de Dorian Gray - Oscar WildeEstava com muita expectativa para ler este livro, pois ganhei de uma amiga que havia tido ser o seu livro preferido. Ao termina-lo entendi o porquê, apesar dele não ter se tornado o meu predileto.

O livro conta a história de um jovem maravilhosamente lindo que acaba por se perder em sua própria beleza. Cheio de sentimentos hedonistas e críticas a sociedade inglesa do século XIX, “O retrato de Dorian Gray”, é acima de tudo um romance filosófico.

Além do mito faustiano de Goethe, Oscar Wilde faz alusão a vários autores, fala sobre a decadência intelectual da época, a busca incansável pela Continue reading

A lentidão – Milan Kundera

A lentidão – Milan KunderaEsse pequeno livro é realmente muito interessante. Kundera começa a narrativa, em primeira pessoa, através da voz masculina de um casal que está a caminho de suas férias num castelo na França. Este castelo é supostamente – ou pelo menos é isso o que o narrador nos faz entender – o mesmo castelo onde Madame de Tourvel, do romance “Ligações Perigosas”, de Chordelos de Laclos, teve suas aventuras adulteras e anseios libertinos do século XVIII.

No caminho, o narrador faz especulações metafísicas sobre a velocidade – estamos na década de 70 – e tudo o que se perdeu com os anseios tecnológicos e a pressa para alcançar o Continue reading

Em algum lugar do paraíso – Luis Fernando Verissimo

Em algum lugar do paraíso - Luis Fernando Verissimo

Com muito humor, situações engraçadas e ao tempo reflexivas, esse livro é uma delícia. Uma ótima opção para ser intercalada com outros títulos mais densos.

Muito longe de ser uma leitura simplista, e sim com o tom mágico da simplicidade, “Em algum lugar do paraíso”, reuni 41 crônicas de Verissimo, a maioria delas publicada no jornal O Estado de S. Paulo. 

Eu acabei o livro e pensei: é uma leitura perfeita para um Domingo; dia onde o olhar irônico sobre as limitações humanas e situações do cotidiano estão em maior evidencia. Continue reading

Orlando – Virginia Woolf

Orlando - Virginia Woolf

Como descrever tudo o que senti e pensei ao ler Orlando? Foram sentimentos tão misturados e intensos que simplesmente é impossível ser assertiva e precisa. Vou tentar deixar aqui uma singela impressão desse romance tão gostoso, divertido e especialmente moderno; a começar pelo fato da narrativa ser feita como uma conversa entre o leitor e o biógrafo, que decide escrever a vida de uma ilustre figura que experimentou alegrias e dissabores por quase 350 anos.

A história deste homem, que após anos vivendo como tal, acorda de um sono profundo e se vê transformado em mulher – sem nenhum assombro, diga-se de passagem – é uma história sobre amor, literatura, igualdade de gêneros, adequação social, liberdade e memórias. Continue reading

As armas secretas – Julio Cortázar

As armas secretas - Julio CortázarOuvi falar muito bem de Cortázar e como consumo pouca literatura argentina – Norah Lange foi a última que recordo -, resolvi ler um de seus livros que achei ir de encontro com minhas vontades momentâneas. Nada muito “pesado”, como me pareceu ser “O jogo da amarelinha”, então decidi pelo livro de contos chamado “As armas secretas”. Tenho essa tendência quando estou enamorando um autor, prefiro ler seus contos e depois se tiver interesse, embarco num romance ou textos mais profundos.

O livro contém cinco contos e um posfácio, dentre eles, os que mais gostei foram “Os bons serviços” e “As babas do diabo”. Continue reading

Cenas de Nova York e outras viagens – Jack Kerouac

Jack Kerouac dispensa maiores apresentações, percursor da geração beatnik e de uma escrita literária fascinante, é leitura obrigatória para quem deseja desbravar uma narrativa de fôlego alucinante.

“Cenas de Nova York e outras viagens” é um livrinho rápido e gostoso para conhecer o autor e sua maneira de escrever. Conheço outras obras de Kerouac, mas nunca havia lido nenhum de seus textos. Assisti “On the road” nos cinemas e fiquei embasbacada com a construção da trama e a força refletida nas imagens. Continue reading